G-Spot Massagem

A G-Spot Massagem promove a consciência corporal em relação ao interior da vagina, auxiliando no desenvolvimento dos orgasmos vaginais.

A G-Spot Massagem promove a consciência corporal em relação ao interior da vagina, auxiliando no desenvolvimento dos orgasmos vaginais.

A massagem tântrica no ponto G tem o objetivo de promover o desenvolvimento da musculatura interna da vagina e um conhecimento substancial de toda a parte interna da genital. Muitas mulheres sentem dificuldade em ter orgasmos com a penetração e as manobras que desenvolvemos devolvem a essa musculatura a capacidade sensorial e uma maior percepção do movimento dos anéis vaginais e consciência corporal.

Pode ser uma experiência transformadora para a mulher, sobretudo para aquelas que só experimentaram as ondas orgásticas provenientes do clitóris. Uma vez estimulado da maneira correta e nos padrões de movimentos desenvolvidos em nosso método, há uma expansão do ponto-G, aumentando de tamanho e tornando-se mais sensível com o desenvolvimento neuro-muscular da região, proporcionando ondas orgásticas tão intensas que podem elevar a estados alterados de consciência permitindo sentir a sensação de dissolução do ego e de ausência de tempo.

É muito comum o desenvolvimento da capacidade ejaculatória pela mulher com a correta estimulação do Ponto G. Dois médicos, chamados John Perry e Beverly Whipple, na década de 80, descobriram que a ejaculação feminina geralmente é provocada pela estimulação da região mapeada por Gräfenberg e que, mesmo quando não leva à ejaculação, pode trazer orgasmos muito intensos. Esses pesquisadores relatam, também, ser a região uma das grandes responsáveis pelo fenômeno conhecido como orgasmos múltiplos. Em suas pesquisas, concluíram ainda que o ponto G não apenas existe, como provoca orgasmos absolutamente diferentes do clitoriano, por seguirem rotas nervosas diversas. O certo é que o ponto G é uma zona erógena da mais alta qualidade e do mais alto potencial energético para as mulheres e merece ser melhor conhecido e explorado.

 

Benefícios da G-Spot Massagem:

  • Possibilita a experiência com o hiperorgasmo;

  • Tonifica a musculatura intravaginal e do clitóris;

  • Orgasmos múltiplos com possibilidade de ejaculação.

Aceitamos cartões de crédito e débito

Agende sua sessão

Selecione o terapeuta ou deixe a seleção a critério do ATMAN Consciência & Tantra.
Vamos tirar todas as suas dúvidas. Fique tranquila! :)

Depoimento

Bom dia Sabaat,

Com gratidão e leveza. Ainda estou elaborando para mim mesma a experiência de ontem. Apenas me vem a certeza de transformação muito latente . Algo implodiu muito forte. Dormi febril e acordei febril. A onda de choques que percorreu meu corpo ontem parecem ter se concentrado na minha cervical e de lá irradiam para o resto do meu corpo quando sinto ondas causadas por flashes que me chegam aos poucos. Ainda ontem, fiquei perplexa ao perceber que não guardo nenhuma memória olfativa daquele espaço, de você ou de mim mesma. Meu olfato sempre foi meu radar e minhas lembranças têm cheiros. Como algo tão visceral e intenso não tem odores?? Tive a sensação nítida de ter sido arrancada para fora de mim, tive a sensação de minha vagina pulsar fora de meu corpo em pontos antes desconhecidos. Ela estava grande e parecia não caber mais entre minhas pernas. Em alguns momentos eu pertencia a ela e não o inverso. Enfim... São muitas questões que me vem. Mas com calmaria. Ainda não quero ler nada sobre isso. Não quero interferências teóricas. Não agora.

Hoje tive um insight. Achava que tive uma sensação de saída do corpo, mas hoje entendi que saí de fato! Por isso sentia minha vagina pulsar fora de mim. Eu não estava em meu corpo?? Não sei onde fui mas fui a algum lugar que acreditava ser dentro de mim mesma. Não sei se consigo me fazer entender... Penso que minha memória foi alterada na vivência por isso foi anulado o olfato... Um corpo sem memória. Ou pelo menos do que entendo como memória e sua relação com a consciência. Tudo isso enquanto me mantinha conectada a um fluxo de muita energia ora na própria vagina, ora no meu umbigo. Foi no umbigo que senti um forte empuxo para cima, pro alto, enquanto na vagina era um empuxo pro chão que voltava como eco, ou ondas... Ainda não sei ao certo.
— L.S.